terça-feira, 27 de fevereiro de 2007

MT investe em Girassol para produção de Biodiesel


Nesta safra, o cultivo do girassol desponta como uma alternativa de renda aos produtores rurais das cidades próximas a Rondonópolis (210 quilômetros ao sul de Cuiabá). A previsão é de que em um raio de 100 quilômetros a oleaginosa ocupe cerca de 20 mil hectares, o que vai significar a produção de aproximadamente 33 mil toneladas. Até o último ano agrícola, a planta não era cultivada na região. Para a safra 07/08, a cultura deverá atingir em torno de 40 mil hectares.

O responsável pela área de sementes da Prospecta Assessoria e Consultoria, Vilmar Beck, destaca que a ascensão do biodiesel fez do girassol uma cultura rentável, abrindo mercado para o consumo da oleaginosa. Segundo ele, os produtores podem cultivar atualmente a planta com a garantia de que irão comercializar a produção.
A maioria das vendas de girassol é casada, ou seja, o produtor adquire a semente e já assina um contrato futuro se comprometendo a vender a produção. Segundo Beck, a principal compradora do grão em atividade no mercado é a esmagadora nordestina Brasil Ecodiesel. "Muitos produtores já conhecem o girassol mas não estão plantando, porque antes não havia mercado para a cultura", avalia.

Além da rentabilidade, a grande vantagem do girassol é que a planta pode ser cultivada sem que as lavouras de soja sejam abandonadas. Isto porque a oleaginosa é produzida durante a safrinha " após a colheita da soja. Dessa maneira, o girassol se posiciona como uma opção ao plantio da safra de inverno de milho. "Hoje, a oleaginosa é mais rentável que o milho", garante.

Em média, o produtor que optar pelo girassol deverá ganhar R$ 278 por hectare nesta safra. O cálculo leva em consideração um custo de aproximadamente R$ 450 e uma produtividade de 28 sacas por hectare. No mercado futuro - preços para agosto, época da colheita da planta -, as cotações estão oscilando entre R$ 25 e R$ 27 a saca de 60 quilos. Nesta entressafra, a saca está cotada em R$ 26.

Fonte: Diário de Cuiabá - MT

Um comentário:

Fabiano Monteiro disse...

Olá...Parabéns pelo site...tem muita coisa sobre Biodiesel, mas tenho q fazer uma correção!No tirulo dessa matéria vc colocou q o MS INVESTE EM GIRASOL, mas logo abaixo vc citou a cidade de Rondonópoilis, que fica no MT e não no MS!!!
No MS, estamos investindo no Pinhão Manso!!
Abraços!!!