sexta-feira, 27 de outubro de 2006

Companhias já usam biodiesel nas frotas


A Tetra Pak, presente em 165 países, escolheu o Brasil para um projeto-piloto mundial da companhia de utilização de biodiesel. Até março de 2007, a empresa, que fabrica embalagens e máquinas para envase, avaliará quesitos como desempenho e economia do motor em 12 dos 120 caminhões da frota da empresa no Brasil. O projeto terá duração de 12 meses.

A Norsa, fabricante e distribuidora da Coca Cola no Ceará, Rio Grande do Norte, Piauí e Bahia, aderiu completamente ao biocombustível: todos os seus 248 caminhões são abastecidos pelo combustível, em uma proporção de 2% de biodiesel e 98% de diesel. "O preço é o mesmo, mas a busca é pelo estímulo à agricultura local", diz Hugo Fernandes, gerente de logística da empresa.

O empurrão dado pela Petrobras também viabilizou a entrada Conseil no mercado de biodiesel, afirma o diretor de desenvolvimento de negócios da transportadora baiana, Paulo César Carvalho. A Conseil tem um posto próprio de abastecimento em Salvador, no qual foi instalado um tanque extra para armazenar o biodiesel. As despesas para a instalação foram divididas entre a transportadora e a estatal.

Com ou sem biodiesel, o consumo de combustível é rigorosamente o mesmo, apontam até agora os projetos pioneiros. Tampouco há despesas com adaptações nos veículos. Por ser menos agressivo ao motor, há expectativa de que, em médio a longo prazo, o biodiesel seja responsável por menos despesas com manutenção. Até lá, as empresas capitalizam de outras formas. Nos 180 ônibus, a Conseil colou adesivo com os dizeres "responsabilidade social: este veículo é movido a biodiesel".

Link para o Valor On Line

Um comentário:

Gestão de disse...

Boa tarde,
Para saber mais sobre Gestão de Frotas, convidamo-lo a visitar o website www.gestao-frotas.com.
Cumprimentos e boa continuação
www.gestao-frotas.com