sexta-feira, 17 de agosto de 2007

Prós e contras dos combustíveis verdes

Encontrar uma alternativa ao petróleo é uma prioridade para combater o aquecimento global e travar a dependência das importações de combustiveis. O aparecimento dos biocombustíveis criou novas oportunidades para o setor agrícola e deu novo alento na luta contra as emissões de dióxido de carbono.

O bioetanol, por exemplo, é obtido a partir de produtos orgânicos como a beterraba, os cereais, o trigo ou a cana de açúcar. A Comissão Europeia pretende que até 2010, dez por cento do sector dos transportes da UE utilizem biocombustíveis.

Mas vejamos como funciona todo o processo. Da cana de açúcar, beterraba, batata ou trigo são extraidos açúcares que por fermentação originam o etanol. Este será, depois, misturado com o óleo de colza ou de girassol. Através de um processo químico será, então, possível obter o biodiesel.

A produção dos combustíveis "verdes" intensificou-se na última década. Os programas contam com mais de 20 anos de desenvolvimento industrial, mas foi necessário esperar por uma maior consciência ecológica e pelo aumento do preço do petróleo para pôr mãos à obra.

Em 2005, a produção de biodiesel no mundo atingiu os quatro milhões de toneladas. A Alemanha assume-se como o primeiro produtor, seguida da França e Itália. Já a produção de Etanol fixava-se em 36 milhões de toneladas com destaque para os países da América do Sul e da América do Norte.

Mas o desenvolvimento dos biocombustiveis é também controverso. Independentemente da poluição directa ter um impacto menor, a produção implica o cultivo de milhares e milhares de hectares, com recurso a adubos e pesticidas.

Os mais críticos temem que a extensão das monoculturas, para produzir bioetanol e biodiesel, provoque a desflorestação de áreas como a Amazónia, no Brasil.

Fonte: EuroNews

6 comentários:

Anônimo disse...

oi Manoel,
quero parabeniza-lo pela brilhante reportagem que vejo em suas mãos,
fico muito feliz em saber que há pessoas preocupadas com o bem estar do planeta e tudo a isso relacionado, principalmente civis como você e eu,
meus parabéns!
e obrigada por contribuir no meu conhceimento sobre os biocombústíveis, principalmente os contras,muitas vezes escondido.
abraço

Anônimo disse...

[i][u][b][:)][red]PARABÉNS MANOEL PELO SEU BRILHANTE TRABALHO EM MOSTRAR OS CONTRAS DO BIODIESEL
CONTINUE SEMPRE ASSIM
ABRAÇO

Anônimo disse...

parabéns pelo seu trabalho

Lucas disse...

Po cara, soh pra curiosidade da uma lhada no MOTOR ELKO de 1987 q funcionava a gasolina alcool e todo tipo de oleo vegetal. Saiu ateh nas duas rodas como o motor do futuro(na época).

http://www.4x4brasil.com.br/forum/showthread.php?p=411747

ADELUCIA disse...

QUERO LHE PARABENIZAR PELA CLAREZA E OBJETIVIDADE DO TRABALHO.

Juliana disse...

Ótimo artigo, mas...
Será que os prós não compensam os contras? Digo, o território brasileiro é grande o suficiente para a plantação de olieagenosos, sem desmatar a Amazonia...