segunda-feira, 18 de agosto de 2008

O Paraná e o biodiesel

O Paraná não configura na lista dos dez maiores produtores de biodiesel do país, muito pelo contrário. Levantamento da União Brasileira do Biodiesel (Ubrabio) aponta que o Paraná está longe de ser um grande produtor do combustível - das atuais 85 usinas instaladas ou em construção no país, somente seis estão no Estado.

Tal resultado está muito distante da importância do Paraná no meio agrícola nacional. O Estado é o maior produtor de grãos do Brasil com 32 milhões de toneladas na safra, representando 22% de todo o volume nacional, além disso, é o segundo em produção de cana-de-açúcar – 41 milhões de toneladas.

O secretário estadual de Agricultura, Valter Bianchini, reconheceu essa deficiência."A explicação pela baixa representatividade deve-se pela alta das commodities no mundo e aproveitamento deste bom momento pelos agropecuaristas", disse.

No entanto, Valter Bianchini comentou que esta situação está sendo revertida. Até 2009, explicou ele, haverá investimentos da Petrobrás, em Palmeira (próximo de Curitiba), e da multinacional Grenko, em Maringá, com construção de novas usinas. Além disso, há promessa de investimentos de multinacionais coreanas na produção de biocombustível no Paraná. "Essa será a entrada definitiva do Paraná no Programa Nacional do Biodiesel", ressaltou.

Copel

A Copel lançará o Programa Estadual do Biodiesel, que consiste em pequenas usinas de processamento de oleaginosas, para absorver a produção da agricultura familiar e gerar mais renda aos pequenos agricultores. "Esses empreendimentos terão pequena capacidade de produção, girando em torno de 8 mil litros por dia", comentou Valter Bianchini. A primeira usina será construída no sudoeste estadual.

Brasil

Atualmente, há no Brasil 49 usinas produtoras de biodiesel comercial em funcionamento. Juntas, têm capacidade de produção de 2,5 bilhões de litros por ano. Estima-se que a demanda nacional deste combustível, em 2008, deva ser de 1,840 milhões de litros com a obrigação em adicionar 2% do biodiesel no litro do óleo diesel.

Fonte: - Danilo Marconi - Redação

Um comentário:

Luis Fermando Menezes disse...

Caro Manoel!
Sou Prfessor da UTFPR campus de Dois Vizinhos, estamos interessados em estudar os subprodutos do biodiesel na alimentação animal. Gostariamos de informações sobre usinas para aquisição do produto no estado do Paraná, ou até mesmo informações sobre uma pequena prensa para extração do óleo na própria universidade. e-mail: LFGDM@yahoo.com.br
Desde já agradeço a atenção.
Luis Fernando G. de Menezes
Professor UTFPR - Campus Dois Vizinhos